sábado, 25 de dezembro de 2010

A perfeição é maturidade

Aprendemos as verdades mais profundas da vida através dos nossos relacionamentos.
Ao julgar os outros, nós nos condenamos.
Os bons ouvintes fazem as pessoas serem melhores.
As pessoas sábias estão sempre abertas a novas ideias e crenças, e até a respeito de si mesmas.
O conhecimento de nós mesmos é fruto do crescimento pessoal.
Quando achamos que já chegamos, paramos de avançar.
A principal razão pela qual as pessoas não conseguem mudar, é que elas não compreendem a si mesmas o suficiente para perceber quando a mudança é necessária.
Aqueles que não aprendem com o passado vivem presos a ele.
A verdade é que não podemos nos conhecer o suficiente sozinhos. Os princípios organizadores inconscientes que moldam nossa vida estão essencialmente fora do alcance da nossa percepção. Precisamos de outra pessoa que nos revele coisas a nosso respeito que não conseguimos ver.
O crescimento exige que estejamos prontos para ouvir a nós mesmos e dispostos a lidar com o que encontrarmos.
Quando as pessoas à nossa volta não se alegram ao nos verem diferentes, temos que seguir em frente, desejando que um dia elas percebam o valor de nossa transformação.
As mudanças rápidas são frequentemente temporárias, mas o crescimento lento transforma profundamente.
Quando temos medo de que as nossas necessidades não serão satisfeitas, nos envolvemos em atos impulsivos de autopreservação ou em mecanismos de defesa para nos proteger. Esses mecanismos infelizmente tornam-se psicopatologia que nos separa não apenas das pessoas como também do nosso verdadeiro eu... Não podemos ser completos sem nos relacionarmos com os outros. Tanto o pecado quanto a psicopatologia resultam de atos desesperados de autopreservação que colocam o egoísmo no cerne dos nossos problemas espirituais e psicológicos... O egoísmo é pecado e psicopatologia.
É preciso perceber a necessidade de mudar... Para crescer temos de modificar a nossa maneira de pensar e agir... As pessoas sábias estão sempre preparadas para mudar de ideia e de atitude; as tolas, jamais.
Jamais posso ser perfeito, mas acredito que posso continuar a crescer. Ter maturidade significa reconhecer que vamos continuar a pecar, mas seremos capazes de rever nossas ações e corrigi-las. Fingir ser impecável é na verdade um sinal de imaturidade.
MARK BAKER

Nenhum comentário:

Postar um comentário